Logo

A oração sem barreiras

“Ore em todo o tempo com toda oração e súplica no espírito, e vigia nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos” (Efésios 6:18).

Você já se sentiu frustrado em circunstâncias em que orou a Deus, e como teve urgência na resposta e ela não veio no tempo que queria? Você começou a buscar soluções próprias?
A Bíblia nos revela que a oração funciona poderosamente, mas que também é preciso identificar barreiras que podem estar “bloqueando” e tornando nossa oração ineficaz. Podemos diagnosticar estas barreiras e trata-las de forma a transformar a oração em uma aventura diária e contínua com Deus.
Vejamos a oração com barreiras, inútil e sem efeito. a) Orar sem conhecer a Deus. Orar sem ter fé em Cristo Jesus como Senhor e Salvador (João 14:6) e como único mediador (I Timóteo 2:5); b) Orar sem arrependimento (Salmos 66:18-19). Orar sem estar arrependido de coração, sem confessar todos os pecados e ter mudança de atitude e coração; c) Orar “dramatizando”, como se fizesse uma peça teatral (Mateus 6:5-6). Isso acontece quando mudamos nossa postura e não mostramos nosso coração de fé e vida de amor e obediência a Jesus; d) Orar sem ter vida, com palavras vazias, decoradas e repetidas (Mateus 6:7-8). Esta oração não expressa amor e respeito a Deus Pai; e) Orar sem respeitar seu cônjuge (I Pedro 3:7). Essa barreira é tão forte que Deus não ouve a oração do marido e da esposa. Muitos “crentes” vivem em derrota por viver em um ambiente de brigas e agressões, sem exercer o perdão ao cônjuge. Deus não convive com o pecado e nem com a amargura no coração por outra pessoa (Marcos 11:25-26).
Mas há a oração sem barreiras, que glorifica a Deus, produz efeito e traz resultado. a) Orar com fé (Mateus 7:7-8 e 11), onde buscamos e perseveramos com fé em Jesus (Marcos 11:24); b) Orar dentro da vontade de Deus. Isto é, vivendo Jesus em todo tempo, em todo lugar e em toda circunstância (I João 5:14); c) Orar em nome de Jesus, o nome mais poderoso (Filipenses 2:9), considerando e reconhecendo a reputação, autoridade e trajetória de Jesus, e não algo em mim mesmo. Esse nome tem poder; d) Orar vivendo em obediência, em uma vida plena, reconhecendo e confessando imediatamente nossos pecados (I João 3:21-22 e João 15:7).
Nosso desafio é olhar para dentro de nós mesmos, exercer com o poder do Espírito Santo uma autoavaliação onde podemos ter a coragem de ver e enxergar as barreiras que impedem a graça de Deus de ser abundante em nós, e tomar passos concretos e constantes para viver o evangelho de Jesus, como Ele quer para nós, Igreja de Cristo.

0 a 10 anos

0 a 10 anos

Pastoreando e construindo vidas
11 a 15 anos

11 a 15 anos

Conectando adolescentes a Cristo
16 +

16 +

Inovando a maneira de pensar
Casais

Casais

Fazendo a diferença na família
Give your website a premium touchup with these free WordPress themes using responsive design, seo friendly designs www.bigtheme.net/wordpress