Logo

Esta é a mensagem da Igreja

“Para abrir-lhes os olhos e convertê-los das trevas para a luz, e do poder de Satanás para Deus, a fim de que recebam o perdão dos pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim” (Atos 26.18).

O apóstolo Paulo transmite aqui o mandato de Jesus, dado a ele para a evangelização. Estas palavras podem ser vistas como a síntese do evangelho. Oswald Chambers afirmou: “Este versículo é a mais sublime condensação da definição de um discípulo de Jesus Cristo em todo o Novo Testamento”. Isto porque ela descreve perfeitamente a obra da salvação de Cristo através do Seu Evangelho na vida daqueles que creem.

Esta obra salvadora tem como propósito primordial conceder aos pecadores arrependidos o perdão dos seus pecados e a consequente reconciliação com Deus. Os pecados não mais separam o pecador do Deus de amor, não mais fazem divisão entre a pessoa e o seu Criador, pois, com sua fé em Cristo, o indivíduo torna-se filho de Deus (João 1.12) e desfruta de plena comunhão com o Pai.

O perdão de pecados é fundamental, essencial, indispensável para que uma pessoa desfrute dos demais benefícios da salvação e de sua comunhão com Deus. Por isso o texto afirma: “a fim de que recebam o perdão dos pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim”. O perdão é a base para a santificação e para tudo o mais que iremos viver neste mundo e no porvir, como produto de nossa fé em Jesus Cristo o Senhor.

Não é de se esperar, então, que esta seja a principal mensagem da Igreja de Jesus Cristo neste mundo? João Batista pregava o batismo de arrependimento para o perdão dos pecados (Lucas 3.3). As primeiras palavras do ministério público de Jesus eram: “O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho” (Marcos 1.15). Jesus após a sua ressurreição afirmou claramente qual deveria ser a mensagem da Sua igreja ao mundo: “Está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém” (Lucas 24.46-47).

Guarde bem isto, a mensagem primordial da Igreja do Senhor Jesus Cristo é o arrependimento para perdão dos pecados. Não é sobre como enriquecer e se tornar próspero materialmente, como ser bem-sucedido, como quebrar maldições ou como viver bem a vida. A mensagem central da Igreja é esta: “Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens os seus pecados” (2 Coríntios 5.19).

E você? Você recebeu em Cristo o perdão dos seus pecados? Esta é a sua mensagem para o mundo?

Pr. Carlos Alexandre de Oliveira

A verdade existe

“Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14.6).

Na cultura pluralista em que vivemos as pessoas não querem aceitar uma verdade exclusiva, ou que há uma verdade. Para a nossa sociedade tudo é uma questão de perspectiva. Não há a verdade, ou se há ninguém pode encontrá-la. Esta realidade é extremamente triste, mas, como afirmou David Henderson, “O que podemos dizer de uma sociedade que diz que Deus está morto e que Elvis está vivo?”.

As pessoas não querem pensar que existe um único caminho para a salvação. Algumas pessoas comentam conosco quando testemunhamos a elas a respeito de Jesus: “Fico feliz em saber que Jesus te faz bem. Cada um de nós deveria descobrir uma crença particular que nos faça feliz. E, desde que não tentemos forçar os outros a acreditar nela, está tudo bem”.

As pessoas pensam em religião como um buffet de um restaurante self-service, onde elas escolhem as comidas de acordo com seus gostos. Elas criam uma idéia de Deus escolhendo aspectos das várias religiões de acordo com o que elas gostam ou não gostam. O resultado é que cada um sempre termina por formar uma ideia de Deus que parece exatamente com ele mesmo. Cria-se um “deus” a sua própria imagem e semelhança.

Mesmo entre os cristãos há esta mesma tendência humanista. Há pessoas que mutilam Jesus Cristo, aceitando somente aquilo que lhes convém. Este é o grande perigo para nós que estamos na igreja!

Escolher uma versão de Deus de acordo com nossos gostos e preferências é garantia de que estamos em um caminho falso e enganoso, que nos levará a um relacionamento com um falso deus e um a encontro com outro destino, diferente daquele que a Bíblia assegura para aqueles que creem em Jesus como a verdade suprema.

Qual tem sido a sua atitude? Uma atitude semelhante a da sociedade ou uma atitude bíblica? Você tem se relacionado com Deus nos seus termos ou nos termos de Deus? Você tem se rendido completamente àquele que é o Caminho, a Verdade e a Vida, ou tem tentado mutilá-lo e manipulá-lo? A verdade existe! Creia e viva por ela.

Pr. Carlos Alexandre de Oliveira

A pior atitude que podemos ter

Moisés disse ao faraó: “Tua é a honra de dizer-me quando devo orar por ti, por teus conselheiros e por teu povo, para que tu e tuas casas fiquem livres das rãs e sobrem apenas as que estão no rio”. “Amanhã”, disse o faraó. Moisés respondeu: “Será como tu dizes, para que saibas que não há ninguém como o Senhor, o nosso Deus” (Ex 8.6-10, NVI).

O quadro é desesperador. Através de Moisés Deus manifesta seu poder a Faraó e a todo o povo do Egito, enviando mais uma praga sobre o país. A Bíblia afirma que uma praga de rãs tomou conta do Egito, transtornando completamente a vida das pessoas. Em desespero e sem conseguir sanar o problema, Faraó chama Moisés e a Arão para que os mesmos deem uma solução.

A resposta de Moisés é a que vemos no texto acima. Ele dá a Faraó a honra e a oportunidade para escolher quando a praga iria cessar. O que poderíamos imaginar que Faraó diria diante de uma crise nacional de terríveis proporções? Com certeza ele diria: “Que a praga cesse agora!” ou “Solucionem este problema imediatamente!”.

Contudo, o texto bíblico nos revela que a resposta de Faraó foi “amanhã”. Você pode acreditar nisto? Com isto, Faraó estava revelando toda a soberba que possuía em seu coração. Com esta resposta, Faraó estava dizendo: “Eu posso suportar mais uma noite com estas rãs. Eu posso viver com este desconforto por mais um tempo. Eu posso resistir ao que Deus quer. Eu sou forte. Eu, eu, eu…”.

Será que esta também não tem sido a nossa atitude? Sabemos o que Deus quer de nós “hoje”, mas respondemos “amanhã”. Sabemos que estamos sofrendo as consequências de escolhas erradas, de pecados, de rebeldia em relação a Deus, mas continuamos respondendo “amanhã”.

Esta é a pior atitude que podemos ter em nossas vidas – deixar para amanhã o que devemos realizar hoje. O problema, é que na vida de muitas pessoas, este amanhã nunca chegará. Martin Luther King afirmou: “Hoje é sempre o dia certo de fazer as coisas certas de maneira certa. Amanhã será tarde”.

E você? Há alguma área da sua vida em que você precisa dizer “hoje”?

Pr. Carlos Alexandre de Oliveira
0 a 10 anos

0 a 10 anos

Pastoreando e construindo vidas
11 a 15 anos

11 a 15 anos

Conectando adolescentes a Cristo
16 +

16 +

Inovando a maneira de pensar
Casais

Casais

Fazendo a diferença na família
Give your website a premium touchup with these free WordPress themes using responsive design, seo friendly designs www.bigtheme.net/wordpress